Notícias do Mercado

valor_economico

valor

O Valor Econômico é o mais importante veículo de economia, finanças e negócios do Brasil. Traz notícias, cotações, blogs e conteúdo sobre cultura, estilo, carreiras e investimentos

Polícia britânica investiga ameaça contra J.K. Rowling, autora de Harry Potter, após apoio a Rushdie - Em ”14-08-2022” -
A polícia britânica investiga uma ameaça de morte contra a autora de Harry Potter, J.K. Rowling, após um tuíte em apoio a Shalman Rushdie, esfaqueado nos Estados Unidos, anunciou uma porta-voz da polícia da Escócia, onde a escritora vive. Rowling reagiu à notícia do ataque de Rushdie no Twitter desejando melhoras e dizendo que estava "farta". Um internauta, que se define em seu perfil na rede social como estudante e ativista político de Karachi, Paquistão, respondeu: "Não se preocupe, você é a próxima". A mensagem foi deletada, mas Rowling postou uma captura de tela questionando o Twitter por possíveis violações de suas regras. "Recebemos informações sobre uma ameaça online e nossos policiais estão investigando", disse a porta-voz da polícia. Salman Rushdie, que foi esfaqueado na sexta-feira (12), vive sob uma sentença de morte emitida em 1989 pelo então guia supremo do Irã, o aiatolá Ruhollah Khomeini, que emitiu um decreto religioso (fatwa) ordenando que os muçulmanos o matassem após a publicação do livro "Os Versos Satânicos". No ano passado, Rowling alegou ter recebido inúmeras ameaças de morte de, segundo ela, ativistas pelos direitos das pessoas trans.

Suspeito de ataque contra escritor Salman Rushdie se declara inocente, segundo advogado - Em ”14-08-2022” -
Hadi Matar, de 24 anos, que é suspeito de esfaquear o renomado escritor Salman Rushdie no oeste de Nova York, se declarou inocente neste sábado (13) de tentativa de assassinato em segundo grau e outras acusações, segundo informou a defesa. O homem, que é morador de Nova Jersey, também foi acusado de agressão em segundo grau, com intenção de causar lesão física com arma mortal. Hadi se declarou inocente, de acordo com Nathaniel Barone, seu defensor público. Além disso, a possibilidade de fiança foi recusada e ele foi detido na Cadeia do Condado de Chautauqua. A próxima aparição de Hadi no tribunal será na sexta-feira (19). O crime, de acordo com a lei de Nova York, pode levar até 25 anos de prisão após a condenação. O escritor banido no Irã Salman Rushdie foi atacado nesta sexta-feira (12) durante uma palestra no Estado de Nova York Joshua Goodman/AP Neste sábado (13), Salman Rushdie foi extubado, segundo Andrew Wylie, agente do escritor. De acordo com o representante do autor, esfaqueado na última sexta-feira (12), ele apresenta melhora significativa e deve restabelecer o movimento da mão, apesar de os nervos do braço terem sido afetados pelo ataque. Rushdie pode perder um olho, e teve o fígado atingido. O escritor anglo-indiano de 75 anos deixou de respirar por meio de ventilação mecânica após receber múltiplas facadas enquanto falava em uma conferência em Nova York. "Os Versos Satânicos" A obra de Rushdie fez com que ele se tornasse alvo de ameaças de morte no Irã desde a década de 1980. O livro "Os Versos Satânicos", de Rushdie, é proibido no país desde 1988. Muitos muçulmanos consideram a história uma blasfêmia. Um ano depois, o falecido líder do Irã, o aiatolá Ruhollah Khomeini, emitiu um edito, pedindo a morte de Rushdie. Uma recompensa de mais de US$ 3 milhões também foi oferecida para quem tirasse a vida dele. O escritor passou cerca de dez anos sob proteção policial e vivendo na clandestinidade. Ele mora nos EUA desde 2000.

Agenda/Mercados: dados da atividade econômica do Brasil são destaque da semana - Em ”14-08-2022” - O desempenho da atividade econômica do Brasil em junho é o foco das atenções nesta semana, com a divulgação do IBC-Br, principal indicador da economia brasileira. Enquanto isso, no exterior, o mercado acompanha os dados de inflação ao consumidor da zona do euro, produção industrial e vendas no varejo dos Estados Unidos. Na segunda-feira, 15 de agosto, serão conhecidos os números do IBC-Br do mês de junho. Na terça-feira, 16 de agosto, os EUA divulgam seus dados de produção industrial referentes a julho. Na quarta-feira (17), o resultado das vendas no varejo americano de julho será conhecido. Já na quinta-feira (18), serão divulgados os números de inflação ao consumidor da zona do euro. Em política, destaques são fim do prazo para registrar candidaturas, posse de Moraes no TSE e auxílio para taxistas. Abaixo a tabela de eventos do mercado na semana: – Segunda-feira, 15 Coreia do Sul: Feriado - Dia da Liberação Índia: Dia da Independência Itália: Dia da Assunção Japão: Produção industrial (jun) (1h30) Brasil: Relatório Focus (8h25) Brasil: IBC-Br (jun) (9h) EUA: Fed de NY: índice de atividade industrial Empire State (ago) (9h30) EUA: NAHB: Índice de confiança do construtor (ago) (11h) Brasil: Balança Comercial Semanal (USD bilhões) (15h) Uruguai: Decisão de política monetária (18h30) – Terça-feira, 16 Reino Unido: Taxa de desemprego (jun) (16h) Zona do euro: Instituto Zew: Índice de confiança econômica (ago) (6h) Alemanha: Instituto Zew: Índice de confiança econômica (ago) (6h) Brasil: IPC-S (2ª quadrissemana) (8h) EUA: Novas construções residenciais (jul) (9h30) EUA: Produção industrial (jul) (10h15) Brasil: Leilão Tradicional (NTN-B e LFT) (11h30) Japão: Balança comercial (jul) (20h50) Nova Zelândia: Decisão de política monetária (23h) – Quarta-feira, 17 Reino Unido: CPI (jul) (3h) Reino Unido: PPI (jul) (3h) Tailândia: Decisão de política monetária (4h) Zona do euro: PIB (20 tri – 1ª revisão) (6h) Brasil: IGP-10 (ago) (8h) EUA: MBA: Pedidos semanais de hipotecas (até 12 de agosto) (8h) EUA: Vendas no varejo (jul) (9h30) EUA: Estoques empresariais (jun) (11h) EUA: Estoques de petróleo (até 12 de agosto) (11h30) EUA: Leilão de Treasuries de 20 anos (14h) Brasil: Fluxo cambial semanal (14h30) – Quinta-feira, 18 Filipinas: Decisão de política monetária (4h) Zona do euro: CPI (jul) (6h) Noruega: Decisão de política monetária (6h) EUA: Fed da Filadélfia: índice de atividade industrial (ago) (9h30) EUA: Pedidos de seguro-desemprego (até 13 de agosto) (9h30) EUA: Vendas de residências usadas (jul) (11h) Brasil: Leilão Tradicional (NTN-F e LTN) (11h30) Reino Unido: Instituto GfK: índice de confiança do consumidor (ago) (20h) Japão: CPI (jul) (20h30) – Sexta-feira, 19 Reino Unido: Vendas no varejo (jul) (3h) Alemanha: PPI (jun) (3h) Brasil: IGP-M (2ª prévia) (MOM %) (ago) (8h)
Agenda/Política: fim do prazo para registrar candidaturas, posse de Moraes no TSE e auxílio para taxistas - Em ”14-08-2022” -
O calendário eleitoral tem duas datas importantes nesta semana. Partidos, federações e coligações partidárias têm até esta segunda-feira (15) para formalizar o registro das candidaturas na Justiça Eleitoral. No dia seguinte, terça-feira (16), o ministro Alexandre Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), toma posse como presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Protagonista e alvo de muitos dos embates recentes entre Jair Bolsonaro (PL) e o Judiciário, Moraes é relator no STF de inquéritos que atingem o presidente e apoiadores dele. O ministro, que já integrava a Corte eleitoral, foi sorteado na semana passada relator do pedido de candidatura de Bolsonaro. Em um sinal de aparente trégua, o mandatário disse que vai participar pessoalmente da cerimônia de posse de Moraes. O vice-presidente será o ministro Ricardo Lewandowski. Ministro Alexandre Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), toma posse como presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Foto: Nelson Jr./SCO/STF No mesmo dia da posse de Moraes, o governo federal começa a pagar as parcelas do auxílio a taxistas, uma das medidas prevista na "PEC das Bondades" – que, a três meses das eleições, também aumentou o Auxílio Brasil para R$ 600, dobrou o vale-gás e criou benefício a caminhoneiros. A também chamada "PEC Eleitoral" está entre as apostas da campanha de Bolsonaro. No Legislativo, a agenda relevante está no Senado, já que os deputados seguem em recesso até o dia 29. O Senado estará ainda mobilizado em discussões sobre a proposta que fixa um teto para o ICMS em combustíveis e energia. O presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), sinalizou positivamente ao projeto e afirmou que, caso os líderes concordem, o texto pode ser votado diretamente no plenário. Abaixo, os destaques da semana: Palácio do Planalto - Segunda-feira: O ministro do Trabalho e Previdência, José Carlos Oliveira, concede entrevista coletiva, às 11h, com a vice-presidente de Governo da Caixa, Tatiana Thomé, e o presidente da Dataprev, Gustavo Canuto, sobre benefícios Taxista e Caminhoneiro-TAC. Senado - Terça-feira: Comissão Temporária sobre a Criminalidade na Região Norte se reúne para apresentação e análise do relatório com a conclusão dos trabalhos. O documento, de autoria do senador Nelsinho Trad (PSD-MS), vai trazer os resultados obtidos pelos senadores a partir de visitas e audiências como a diligência feita no Vale do Javari, território indígena no Amazonas onde ocorreram os assassinatos do jornalista britânico Dom Phillips e do indigenista Bruno Araújo, servidor licenciado da Funai; - Quarta-feira: Comissão de Infraestrutura pode aprovar projeto determinando que as faturas de energia elétrica explicitem a comparação do gasto de energia de cada unidade consumidora com o gasto médio da vizinhança. O PLS 365/2016 é de autoria de Otto Alencar (PSD-BA) e tem parecer pela aprovação, do relator Jean Paul Prates (PT-RN), que, com algumas mudanças, mantém a essência da proposta original. Judiciário - Segunda-feira: Fim do prazo para registros de candidaturas no TSE; - Evento de comemoração dos 20 anos da inauguração da sede da Procuradoria-Geral da República em Brasília, com presença do procurador-geral, Augusto Aras; - Terça-feira: O ministro Alexandre Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), toma posse como presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE); - Quarta-feira: STF retoma o julgamento sobre a retroatividade da lei de improbidade administrativa.

Último dia da temporada de balanços do 2º trimestre tem CSN e Vibra entre destaques - Em ”14-08-2022” -
A temporada de publicação de resultados do segundo trimestre tem seu último dia na segunda-feira (15) e, entre os destaques, algumas companhias importantes de diversos setores. A Ânima Educação e a Omega Energia publicam seus números antes da abertura do mercado. Após o encerramento do pregão, Rede D'Or São Luiz e Vibra Energia estão entre os destaques. Companhias como CSN, IRB Brasil e Yduqs também divulgam seus resultados amanhã. Veja abaixo o calendário completo:

FT: Gestores de ativos apostam alto em criptomoedas, apesar de queda do mercado - Em ”14-08-2022” -
Movimentação de casas tradicionais em investimentos, como Abrdn, BlackRock, Schroders e Charles Schwab, sinaliza maior aceitação de ativos digitais Gestores de recursos de renome estão correndo para os ativos digitais, encontrando novas maneiras de monetizar o interesse dos investidores, mesmo com a queda dos volumes e preços de bitcoin e outras criptomoedas. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro.

Montadoras evitam a pergunta óbvia: Quando vão priorizar a produção de carros híbridos e elétricos no Brasil? - Em ”14-08-2022” -
Como o preço dos veículos híbridos e totalmente elétricos ainda é elevado para o padrão brasileiro, as empresas que mais exploram esse mercado são as que só vendem modelos importados Os fabricantes de carros têm metas globais de descarbonização muito claras. A maioria já tem a data que deixará de produzir automóveis a combustão, e a eletrificação dos automóveis torna-se cada vez mais comum em diversas partes do mundo. No Brasil, no entanto, esse tema continua obscuro e, todas as vezes que os executivos se referem ao assunto, falta clareza nos detalhes e nos prazos. LEIA MAIS: Conheça os planos da Volks que podem ajudar a salvar a indústria automotiva local Stellantis se prepara para produzir carro híbrido Presidente da GM diz que Brasil pode produzir elétricos CAOA Chery avança nos planos de eletrificação e anuncia cinco modelos para o Brasil Para Toyota, transporte livre de emissões exige regras uniformes Das 13 montadoras de carros com fábricas no Brasil, duas – Toyota e CAOA Chery – já produzem híbridos localmente. Na CAOA Chery, uma das menores no país, a decisão é bem recente. Outras duas, as maiores do setor – Volkswagen e Stellantis – anunciaram a intenção de produzir híbridos a etanol no país. Mas não revelaram datas. Já a General Motors é totalmente contra híbridos, mas não revela planos de descarbonização na produção local de veículos, que, no seu entendimento, deveria seguir a tendência dos carros 100% elétricos. Hoje todos os puramente elétricos vendidos no Brasil são importados. Nas demais montadoras, a questão está ainda menos resolvida. O que prevalece, na maioria, é o discurso em torno das metas globais, o que dificulta prever o que vai acontecer no Brasil. Em outras palavras, os dirigentes das montadoras evitam a pergunta óbvia: até quando vão resistir, no Brasil, produzindo apenas carros a combustão? arte_descarbonizaçao_12_AGO Arte/Valor Ninguém põe em dúvida a capacidade, tanto do híbrido, como do elétrico, de atrair o interesse do consumidor. Mas como os preços desses veículos ainda são elevados para o padrão brasileiro, as empresas que mais exploram esse mercado são as que só vendem modelos importados. Marcas de luxo, como Porsche e Volvo, entraram firme no segmento de híbridos, híbridos “plug-in” (que também são carregados na tomada) e elétricos. E oferecem a clientes abastados os mais recentes lançamentos da Europa. Nessa faixa, principalmente os 100% elétricos, chegam a preços a partir dos R$ 300 mil. CAOA Chery e Renault têm elétricos compactos mais em conta, a partir de R$ 145 mil. Embora híbrido e elétrico convivam em harmonia no mercado brasileiro, nos bastidores do setor surgiu uma espécie de briga entre os executivos que são a favor de um e os que são favoráveis ao outro. Os que defendem a produção de híbridos no Brasil o apontam como a melhor forma de o país passar por uma fase intermediária, sem solavancos, antes de entrar na eletrificação pura. Argumentam, ainda, que essa é a única maneira de salvar o parque industrial que montadoras e autopeças ergueram no país ao longo dos últimos 60 anos, além dos empregos no setor. O país já conta com a produção, embora tímida, de híbridos movidos a etanol — o veículo conta com dois motores, sendo um a combustão que ajuda a alimentar o elétrico. Mais do que isso, os entusiastas destacam que, com esse tipo de veículo, nosso etanol poderia ganhar a uma posição de destaque no mapa global da descarbonização. Na Stellantis – a supermontadora, que desde o início de 2021 juntou Fiat, Chrysler, Peugeot e Citroën -, equipes de engenharia e de desenvolvimento de produtos em todo o mundo têm trabalhado em busca de soluções para atingir a meta fixada pela companhia de reduzir a emissão de CO2 em 50% até 2030. Segundo revelou recentemente Antonio Filosa, presidente da empresa na América Latina, coube à equipe brasileira a missão de desenvolver o híbrido a etanol. “Somos, no mundo, os mais capazes para isso”, disse. Do lado oposto, o presidente da General Motors na América do Sul, Santiago Chamorro, é um dos maiores defensores dos 100% elétricos. Nesse tipo de carro, feito com muito menos peças do que um a combustão, as baterias são carregadas em tomadas. Para Chamorro, o Brasil deveria seguir a tendência dos países desenvolvidos. “As outras tecnologias são passageiras”, disse em recente entrevista ao Valor. Para ele, o Brasil poderá produzir carros elétricos quando o preço das baterias for mais acessível. Até lá a indústria continuaria a fabricar modelos a combustão mais econômicos. Essa decisão já foi tomada pela GM. Algumas marcas, principalmente as de luxo, têm investido na instalação de pontos de recarga de elétricos em centros urbanos e algumas rodovias brasileiras. Enquanto isso, no mundo, avança o desenvolvimento de veículos movidos a célula de hidrogênio, uma tecnologia por meio da qual a energia elétrica é gerada no próprio veículo, sem a necessidade de carregamento em tomadas. O debate híbrido versus elétrico também envolve discussões sobre qual dos dois oferece a maior vantagem em termos de emissões de poluentes. Os defensores do híbrido a etanol sustentam que a medição tem que ser feita pelo sistema chamado “do poço à roda”. Ou seja, o cálculo tem de incluir a pegada de carbono desde a produção do combustível (a plantação de cana de açúcar no caso do etanol), refino e transporte até a emissão no escapamento do veículo. Esse, no entanto, será um assunto para o próximo governo. O consultor Cássio Pagliarini, da Bright Consulting, lembra que a atual legislação brasileira de emissões leva em conta apenas os gases que saem do escapamento do veículo. Mas a partir do próximo ano, o programa automotivo Rota 2030 estabelecerá a necessidade uma nova etapa de medições, tanto de segurança veicular como de emissões. Isso pode favorecer os que defendem o modelo “do poço à roda”. “É preciso medir também o que provoca o efeito estufa, o aquecimento global”, destaca Pagliarini. As montadoras que pretendem desenvolver carros híbridos movidos a etanol têm levado a discussão à equipe técnica da Secretaria de Desenvolvimento da Indústria, que já acenou positivamente nesse sentido. Seja qual for a decisão, o próximo governo terá que definitivamente entrar nessa discussão, já que em todos os países que fizeram suas opções, a mudança de matriz energética nos veículos teve um direcionamento do poder público.

A arte política que resiste ao apagamento da memória - Em ”14-08-2022” -
Em chamada aberta para artistas, a 22ª Bienal Sesc_Videobrasil, que ocorre em 2023, busca canalizar formas de resistência e sobrevivência das diversidades Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro.

Romance traz as lembranças de uma cantora anárquica - Em ”14-08-2022” -
Livro de José Luiz Passos aborda a condição de estrangeiro Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro.

Screen Shot 2016-01-11 at 12.46.57 PM

Noticias Contábeis

Últimas matérias publicadas

Como mapear e automatizar processos empresariais - Em 14-08-2022 -
Especialista explica a importância de mapear processos e oferece dicas para quem quer começar a mapear os processos dentro da própria empresa.

Leia mais em https://www.contabeis.com.br/noticias/52578/como-mapear-e-automatizar-processos-empresariais/


ESG: lista de verificação efetiva para due diligence - Em 14-08-2022 -
Empresas têm procurado se certificar com essa aprovação para expandir.

Leia mais em https://www.contabeis.com.br/noticias/52587/esg-lista-de-verificacao-efetiva-para-due-diligence/


Criptomoedas: entenda como funciona a contabilidade - Em 14-08-2022 -
Pesquisa aponta que aquisição de moeda digital aumentou 178% no mundo.

Leia mais em https://www.contabeis.com.br/noticias/52602/criptomoedas-entenda-como-funciona-a-contabilidade/


Faturamento de lojas físicas cresce 22% no primeiro semestre - Em 14-08-2022 -
Houve um aumento da movimentação de clientes e vendas no comércio de rua e dos shopping centers do Brasil.

Leia mais em https://www.contabeis.com.br/noticias/52572/faturamento-de-lojas-fisicas-cresce-22-no-primeiro-semestre/


Pós-pandemia: 58% dos chefes preferem home office ou modelo híbrido - Em 13-08-2022 -
Confira pesquisa realizada pela PWC que revela tendências e preferências dos trabalhadores e gestores no cenário pós-pandemia.

Leia mais em https://www.contabeis.com.br/noticias/52577/pos-pandemia-58-dos-chefes-preferem-home-office-ou-modelo-hibrido/


Intervalos: entenda como funcionam na jornada de trabalho - Em 13-08-2022 -
Empregadores devem se atentar para cumprir os intervalos previstos na legislação.

Leia mais em https://www.contabeis.com.br/noticias/52603/intervalos-entenda-como-funcionam-na-jornada-de-trabalho/


O Ponto de Virada: veja o que rolou no segundo dia de evento - Em 12-08-2022 -
O segundo dia do evento ‘O Ponto de Virada’ trouxe palestras didáticas para os participantes.

Leia mais em https://www.contabeis.com.br/noticias/52610/o-ponto-de-virada-veja-o-que-rolou-no-segundo-dia-de-evento/


O Ponto de Virada: confira a galeria de fotos do evento - Em 12-08-2022 -
Confira as fotos dos dois dias da 1ª edição do evento O ponto de virada.

Leia mais em https://www.contabeis.com.br/noticias/52609/o-ponto-de-virada-confira-a-galeria-de-fotos-do-evento/


FT-Logo

Global Economy

Global Economy

Small business owners worry whether they will make it through the winter - Em 14-08-2022 - Spiralling energy prices, increasing wage bills and higher raw material costs are all adding to the pressure
The Chips Act debate shows how far the Republicans have moved - Em 14-08-2022 - Rebuilding America’s industrial base is superseding traditional economic doctrine
Did UK inflation pick up in July? - Em 14-08-2022 - Market Questions is the FT’s guide to the week ahead
Volvo dips in to Europe’s ‘seized up’ bond markets - Em 12-08-2022 - Truckmaker borrows €500mn, a rare case of raising funds at a time when deals have dried up far beyond the summer norm
Ukraine’s first Black Sea food shipment sails through sea of troubles - Em 12-08-2022 - Cargo vessel Razoni’s passage highlights circuitous and secretive nature of global commodities trade
Martin Lewis is right: the cost of living emergency is already here - Em 12-08-2022 - Urgent action is needed to protect the personal finances of millions facing ruin from energy bills
Can Europe avoid the energy bill apocalypse? - Em 12-08-2022 - UK economy shrinks, drought spreads, Scotch market strengthens
Parents cut back on children’s pocket money as UK inflation bites - Em 12-08-2022 - Average weekly handout is down by 23 per cent
Johnson admits UK’s cost of living support is not enough - Em 12-08-2022 - Outgoing PM says there is ‘extra cash’ available to help households through winter
UK economy contracts as households cut spending - Em 12-08-2022 - Second-quarter GDP falls by 0.1% as cost of living crisis takes hold and health sector output drops

Otimize Seu Negócio Agora

Converse conosco sobre suas necessidades. Sem compromisso.

Somos especializados em negócios de micro, pequeno e médio porte.

Oferecemos soluções de alto desempenho e baixo custo para empresas em todas as situações financeiras.

Rolar para cima